Eternamente Menina

Abril 13 2005

sonho1.GIF

 
Se eu não te amasse tanto ..

Não traria no peito
a mágoa da tua ausência,
a fúria incontida do mar,
o sabor a pinhal
nas tuas mãos macias.

 Não me encontrava
perdida de mim própria,
desprezando valores,
orgulhos, carácter,
e um senão
de coisas infindáveis.

Não sentiria os
teus beijos
no meu corpo quente,
o frenesim duma paixão
ardente,
a loucura do teu olhar.
 
Se eu não te amasse tanto ..
Matava a saudade no meu peito,
vivia a vida a eito,
retomava o sol o mar
em minhas mãos
e deixaria de te amar. 

 

Ah!Se eu não te amasse tanto ..

publicado por Menina Marota às 10:59

Se não amasses tanto assim, sentias-te vazia, fria, como se não pulsasses vida dentro de ti! Amar, seja de que forma for, dá-nos a sensação de viver, sentimos estas sensações que, por vezes, nos confundem... choramos, rimos... que continues sempre assim a amar! Para continuares apaixonada pela vida e partilhares o teu mundo com todos nós! Beijo enorme***Boxexas
(http://www.wicahpis.blogs.sapo.pt)
(mailto:boxexas@gmail.com)
Anónimo a 18 de Abril de 2005 às 21:21

Adorei e ste belo poema...

Não sei como vim aqui parar, mas ainda bem que o fiz, pois gostei do sitio e da sua poesia que por aqui vagueia.

Artur Rebelo
Artur Rebelo
(http://instantesperdidos.blogspot.com)
(mailto:golfitio@hotmail.com)
Anónimo a 17 de Abril de 2005 às 18:52

Tempestades passam com seus ventos, raios e trovões e então podemos encontrar nossos valores retomar o orgulho ferido e afastar mazelas que nos cresceram.E sorrir e sorrir...Dácio Jaegger/Chega mais...
(http://gk.jaegger.blog.uol.com.br/)
(mailto:dj@predialnet.com.br)
Anónimo a 15 de Abril de 2005 às 23:02

se calhar ama-se mais quem não nos ama.ossobo
(http://ossobo.blogspot.com)
(mailto:anboke@yahoo.com)
Anónimo a 15 de Abril de 2005 às 10:41

Belo poema, MM :-)
Nunca se deve matar a saudade no peito, e deixando de se amar nunca se vive a vida a eito.
Um xi :-)Yardbird
(http://novosvoos.blogspot.com)
(mailto:yardbird2504@gmail.com)
Anónimo a 14 de Abril de 2005 às 18:53

Alegria? Dor? Simplesmente gostar? Tanta coisa associada ao amar...Perdemo-nos muitas vezes, transformamo-nos muitas vezes em coisas que adoramos e outras que não gostamos...Um sentimento muito forte, esse :-)...Bjitos!!!ferrus
(http://ferrus.blogs.sapo.pt)
(mailto:falcato.joao@clix.pt)
Anónimo a 14 de Abril de 2005 às 12:21

Conheci o seu blog por intermédio de uma amiga e simplesmente amei, é lindo. Coincidência, eu também sou de Gaia!! Quanto ao post, "Se eu não te amasse tanto assim" eu sou uma eterna apaixonada, por tudo o que me rodeia, ah e pelo meu amor de sempre, pois claro. Beijos num dia cinzentomaresia
</a>
(mailto:quina777@netcabo.pt)
Anónimo a 14 de Abril de 2005 às 09:17

Um beijinho meu
JoãoJoão
(http://bamos.blogs.sapo.pt/)
(mailto:alvesalves69@hotmail.com)
Anónimo a 14 de Abril de 2005 às 06:39

Ai o amor... bonito, sem dúvida!!
:)
Bjso turista
(http://turistar.blogspot.com/)
(mailto:oturista@aeiou.pt)
Anónimo a 14 de Abril de 2005 às 02:22

se não amasses tanto assim não serias quem és hoje... e ainda bem que amas tanto assim porque o teu "eu" é muito belo.

gostei muito do teu poema revelador de ti mesma

**isa xana
(http://borboletamuculamana.blogspot.com)
(mailto:marisa_aires@hotmail.com)
Anónimo a 14 de Abril de 2005 às 02:20

Sobre Mim...
Outras Eternidades