Eternamente Menina

Março 13 2005

[Desenho de Akahastu]



  Um poema inacabado
É como um filho por fazer
É como um beijo com sabor a sal
Um poema inacabado
É o caminho por onde vou
É o trilho que eu quero seguir
Um poema inacabado
É aquilo que eu não sou
É o amor que não amei
Um poema inacabado
É o grito que eu calei
As palavras que não falei
Os amores que eu amei
Um poema inacabado
É a diferença inaceitável
É a confusão descontrolada
Um poema inacabado
É a vida que não vivi
Aquilo que não fui
Aquilo no que me transformei
Um poema inacabado
É o meu nome talvez...

 

(Ângela Monforte in Palavras à Solta )

 

publicado por Menina Marota às 22:15

Será que tal existe?
Se existe.../
Dá-lhe a palavra final/
Entoa-lhe o cântico arrecadado na fissura da garganta/
Tu que à vida Vida dás/
Rompe as grilhetas da alma/
Larga os pássaros canoros/
Teu gesto o luar emudecerá/
Teu olhar o sol ofuscará/
Manuel
</a>
(mailto:jope103@yahoo.com)
Anónimo a 20 de Março de 2005 às 21:55

Adoro este "Poema Inacabado" e o livro que já devorei de uma só vez;);) Parabéns por partilhares "Palavras à Solta" de uma amiga :)aflores
(http://omeublog2004.blogs.sapo.pt)
(mailto:albertoflores1957@sapo.pt)
Anónimo a 19 de Março de 2005 às 18:50

Todos os poemas são inacabados, pois deles tiram-se tantos sentidos quantas as pessoas que o lerem. É um pouco como a vida, mesmo depois de finda, nunca está acabada, ficou sempre tanto por fazer e dizer... um beijo.garanho
(http://cogitando.blogs.sapo.pt)
(mailto:garanho@sapo.pt)
Anónimo a 15 de Março de 2005 às 15:10

Olá. Desculpa a publicidade, mas agradeço se puderes divulgar um importante acto de solidariedade que irá acontecer no dia 19 de Março para salvar a vida de uma criança. Mais detalhes em http://serhumano.blog.com/142998/#cmts

Obrigada e um beijinhoBlue C
(http://deepbluec.blogspot.com)
(mailto:bluec@sapo.pt)
Anónimo a 15 de Março de 2005 às 14:34

Olá menina marota. Sabes, é engraçado, mas o primeiro poema q escrevi no Sementes chama-se precisamente "Um poema por acabar"... Identifico-me com esse poema pq acho q a única coisa q pode pôr fim ao q quer q seja é a morte. Até ela, nada nem ninguém pode dizer q chegou ao fim!... Um beijo grande e doce.Cris
(http://chatalinda.blogs.sapo.pt/)
(mailto:chatalinda2@hotmail.com)
Anónimo a 15 de Março de 2005 às 13:08

Um poema incabado é um amor interrompido, uma lágrima não caída, um sorriso envergonhado. Um poema inacabado é um grito sufocado. E um poema inacabado somos nós que todos os dias crescemos mais um pouco: mais um verso ...mais uma palavra... mais nós.
"Por Amor - Sem Poemas de Amor,... Nem Dor"
http://poramor.blogs.sapo.pt/
Billy
Billy
(http://poramor.blogs.sapo.pt/)
(mailto:elprincep@hotmail.com)
Anónimo a 15 de Março de 2005 às 11:22

Este está bem acabado!!!
Jokas
*AAlexandre
(http://www.eelkovanmulder.blogspot.com)
(mailto:alexnarciso@hotmail.com)
Anónimo a 15 de Março de 2005 às 09:24

A vida é sempre um poema inacabado! Todos os dias se escreve um verso!...

Um beijoFrog
(http://outravoz.blogspot.com)
(mailto:al.santos@netcabo.pt)
Anónimo a 15 de Março de 2005 às 08:36

Participa no Concurso "Honey Blog"!!! http://miriamconcursos.blogs.sapo.ptMiriam
(http://miriamconcursos.blogs.sapo.pt)
(mailto:sol22lua@msn.com)
Anónimo a 15 de Março de 2005 às 03:13

ando a tentar fazer da minha "vida uma coisa vivida", mas também estou sem net há uns tempos e ainda não a recuperei.Mas não podia deixar de passar por aqui neste breve assomo e dizer o quanto gostei das visitas e incentivo.Também tinha saudades e gosto do novo visual.O poema é lindo e a "inspiração" é grande:)Vou desaparecer durante mais um tempo até me entender com os senhores da sapo, mas volto assim que puder.Beijinhos com carinho. p.s.: também não tenho nada contra os beijos com sabor a sal hirondelle
(http://hirondelle.blogs.sapo.pt)
(mailto:hirondellereves@hotmail.com)
Anónimo a 15 de Março de 2005 às 02:08

Sobre Mim...
Outras Eternidades