Eternamente Menina

Agosto 31 2005

 daqui


Aquela clara madrugada que
Viu lágrimas correrem no teu rosto
E alegre se fez triste como se
chovesse de repente em pleno Agosto
Ela só viu meus dedos nos teus dedos
Meu nome no teu nome e demorados
Viu nossos olhos juntos nos segredos
Que em silêncio dissemos separados
A clara madrugada em que parti
Só ela viu teu rosto olhando a estrada
Por onde o automóvel se afastava
E viu que a pátria estava toda em ti
E ouviu dizer adeus essa palavra
Que fez tão triste a clara madrugada
Que fez tão triste a clara madrugada

(Poema de Manuel Alegre)

publicado por Menina Marota às 14:48

Ainda estou a pastar... 1º Aniversário da Manjedoura...
Fica bem... bjsBulbucus Íbis
(http://manjedoura.blogs.sapo.pt/)
(mailto:bul@bul.bul)
Anónimo a 19 de Setembro de 2005 às 01:09

Regressei e foi bom voltar aqui.Gostei do poema de Manuel Alegre que,acrescento,foi miserávelmente atraiçoado.Um beijinho.Aníbal
(http://mourani.blogs.sapo.pt/)
(mailto:mourani2@sapo.pt)
Anónimo a 9 de Setembro de 2005 às 02:00

Amiga, eu ando meio a passo de tartaruga (http://moralesvilanova.blogspot.com/) Tentando, ao máximo manter o ritmo do meu blog... devagar e sempre...
Quando passes por lá, pelo meu blog, deixa, por favor, o link para teu blog novo.. eu o perdi (outra vez) e quero atualizar-me!
Beijos e sorrisos!Carmem Lucia Vilanova
(http://www.moralesvilanova.blogspot.com)
(mailto:moralesvilanova@yahoo.com)
Anónimo a 1 de Setembro de 2005 às 08:37

Regressei de férias. Obrigado pelo carinho...Bj**Luís
(http://rotacaodostempos.blogs.sapo.pt)
(mailto:0164378702@netcabo.pt)
Anónimo a 1 de Setembro de 2005 às 01:18

Aqui, do outro lado do mar, sempre chove em agosto. ;)Márcia
(http://www.tabuademares.blogger.com.br)
(mailto:marciamaia@uol.com.br)
Anónimo a 31 de Agosto de 2005 às 19:39

Aqui, do outro lado do mar, sempre chove em agosto. ;)Márcia
(http://www.tabuademares.blogger.com.br)
(mailto:marciamaia@uol.com.br)
Anónimo a 31 de Agosto de 2005 às 19:39

Sobre Mim...
Outras Eternidades