Eternamente Menina

Março 09 2005

 

[Fotografia de Stefan Hadzi Nikolov]

 

De repente...
foi o espreguiçar
do sol
que me acordou
nas tuas mãos inquietas.
 
Afoguei-me
transgredi
revivi-me
no teu corpo
sepultada de
desejos sonolentos.
 
Fiz do teu suor
o meu sangue.
 
Depois...
quando senti
o bocejar lento
da tua boca na minha carne
fugi
com as mãos crispadas
e os olhos amargurados
pela fria
indiferença
do teu sentir.

 

 

Nesta madrugada parti ao encontro das minhas memórias e, revivi num poema o meu sentir...

(31/5/2003)

publicado por Menina Marota às 03:14

São as memórias que costumam trazer consigo as lagrimas, afinal quando recordamos é a parte mais doce que se encontra nas memorias, aquela que sentimos falta, a que nos fez gostar dos omentos passados ao lado da pessoa que amamos...Lindo poema :) Um beijo doceMissLadyMystery
(http://MundoDosSonhos.blogs.sapo.pt)
(mailto:lovespellyou@portugalmail.pt)
Anónimo a 12 de Março de 2005 às 00:20

Fiquei toda arrepiadinha!Nanita
(http://susenanita.blogspot.com)
(mailto:nanita.blog@gmail.com)
Anónimo a 11 de Março de 2005 às 22:08

Menina marota, estava com saudades dos teus poemas.Um abraço.Armando Ésse
(http://grandefabrica.blogspot.com)
(mailto:afabrica@sapo.pt)
Anónimo a 11 de Março de 2005 às 16:06

Menina marota, estava com saudades dos teus poemas.Um abraço.Armando Ésse
(http://grandefabrica.blogspot.com)
(mailto:afabrica@sapo.pt)
Anónimo a 11 de Março de 2005 às 16:06

Menina marota, estava com saudades dos teus poemas.Um abraço.Armando Ésse
(http://grandefabrica.blogspot.com)
(mailto:afabrica@sapo.pt)
Anónimo a 11 de Março de 2005 às 16:05

Isto é só comentários caraças...Claudio
(http://ocidentalpraialusitana.blogspot.com)
(mailto:caocordilolsc@hotmail.com)
Anónimo a 11 de Março de 2005 às 14:51

Que revivas sempre assim, de uma forma tão intensa, tão especial!! O poema é lindo, profundo, só espero que nunca mais sintas essa indiferença que te fez fugir, porque tu mereces uma pessoa que corresponda aos teus sentimentos e à tua necessidade de partilha! Um beijo gande** =)Boxexas
(http://www.wicahpis.blogs.sapo.pt)
(mailto:boxexas@gmail.com)
Anónimo a 11 de Março de 2005 às 13:24

...pouco há já a crescentar...apenas reforçar que o poema é lindissimo e fizeste-o bem...sacudi-lo do pó...e voltares a postá-lo...eu nunca o tinha lido...e adorei...

Um beijinho*.
Tem um bom fim de semana.
Estrela do mar
(http://www.clavedelua.blogspot.com)
(mailto:clavedelua@netvisao.pt)
Anónimo a 11 de Março de 2005 às 12:06

Belíssimo. Às vezes é bom abrir a arca das memórias...beijoMicas
(http://acoisadamicas@blogspot.com)
(mailto:acoisadamicas@hotmail.com)
Anónimo a 10 de Março de 2005 às 23:02

Belíssimo. Às vezes é bom abrir a arca das memórias...beijoMicas
(http://acoisadamicas@blogspot.com)
(mailto:acoisadamicas@hotmail.com)
Anónimo a 10 de Março de 2005 às 23:01

Sobre Mim...
Outras Eternidades