Eternamente Menina

Março 08 2005

Gustav Klimt - The Three Ages of Woman (Detail) - Art Prints and Posters 

 

Dão-nos um lírio e um canivete
e uma alma para ir à escola
mais um letreiro que promete
raízes, hastes e corola

Dão-nos um mapa imaginário
que tem a forma de uma cidade
mais um relógio e um calendário
onde não vem a nossa idade

Dão-nos a honra de manequim
para dar corda à nossa ausência.
Dão-nos um prêmio de ser assim
sem pecado e sem inocência

Dão-nos um barco e um chapéu
para tirarmos o retrato
Dão-nos bilhetes para o céu
levado à cena num teatro

Penteiam-nos os crânios ermos
com as cabeleiras das avós
para jamais nos parecermos
connosco quando estamos sós

Dão-nos um bolo que é a história
da nossa historia sem enredo
e não nos soa na memória
outra palavra que o medo

Temos fantasmas tão educados
que adormecemos no seu ombro
somos vazios despovoados
de personagens de assombro

Dão-nos a capa do evangelho
e um pacote de tabaco
dão-nos um pente e um espelho
para pentearmos um macaco

Dão-nos um cravo preso à cabeça
e uma cabeça presa à cintura
para que o corpo não pareça
a forma da alma que o procura

Dão-nos um esquife feito de ferro
com embutidos de diamante
para organizar já o enterro
do nosso corpo mais adiante

Dão-nos um nome e um jornal
um avião e um violino
mas não nos dão o animal
que espeta os cornos no destino

Dão-nos marujos de papelão
com carimbo no passaporte
por isso a nossa dimensão
não é a vida, nem é a morte.

 

(Queixa das almas jovens censuradas)

(Poema de Natália Correia)

publicado por Menina Marota às 08:56

Agradeço a sua visita ao meu lugar recente. Também eu já tinha vagueado pelas suas imagens e textos e admirei o "feminino" que o atravessa do pricípio ao fim. Obrigada pela beleza que transporta no seu lugar, e pela coragem com que faz as suas escolhas de mulher que se assume por inteiro. Quando for grande quer ser assim! Mil beijos para si; aguardo-a no cem truques onde desde já, tenha certo um chá de jasmim para duas, a fumegar bem quentinho e cheiroso. Azul.Azul
(http://www.cemtruques.blogspot.com)
(mailto:mariacorado@hotmail.com)
Anónimo a 10 de Março de 2005 às 18:23

Gostei muito :)Leeloo
(http://piecesmyreflection.blogspot.com/)
(mailto:lee_tina1new@hotmail.com)
Anónimo a 10 de Março de 2005 às 02:25

Descobri este blog por pertencer à lista de blogs de um outro. Faz o mesmo a este (cinecultura.blogspot.com) e ajuda a divulgá-lo.

ObrigadoToni Castor
(http://www.cinecultura.blogspot.com)
(mailto:correio_do_bruno@mail.pt)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 17:07

Sorry, mas preferia q o link fosse sobre o nome do meu blog (labirinto de silêncios), o nome é algo q deve ser +- anónimo.espero q estejas bem.atarefado cm sempre.bjsJosé
(http://labirintodesilencios.blogs.sapo.pt)
(mailto:j.g.f@portugalmail.pt)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 14:25

Mátria. A propósito :)caterina
(http://www.caterina.blogs.sapo.pt)
(mailto:caterina_c@sapo.pt)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 12:00

Lindo. Boa recordaçao me deste deste poema. Adorei demaisssss . beijinh*lina
(http://acordomar.blogs.sapo.pt)
(mailto:linahopes@msn.com)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 01:48

Boa boa boa! Excelente escolha do poema. Quanto ao Dia da Mulher, desculpem mas acho uma parvoíce pegada. É um paternalismo, é reduzir a Mulher a uma condição menor e dar-lhe um diazito como se fosse alguma doente. Todos os dias são dias de todos nós.Pedro
(http://www.alamut.pt.vu)
(mailto:pedro.mail@gmail.com)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 00:43

Isto é s´comentário... bem esqueci-me do que ia dizer :)Claudio
(http://www.mindspit.blogspot.com)
(mailto:caocordilolsc@hotmail.com)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 00:06

Adoro este poema! A música do josé Mário também. Está tudo dito.Tou agora a começar nos blogs e pronto.Gosto deste.saxesaxe
(http://saxesaxe.blogspot.com)
(mailto:helenaserrao@msn.com)
Anónimo a 8 de Março de 2005 às 23:49

lamento
mas neste tipo de comentário, o que coloquei a cima, não se entende. Façam o favor. Para o entender, reduzam a largura da janela, até encontrarem uma simples imagemjocapoga
(http://www.tabemexisto.blogspot.com/)
(mailto:jocapoga@gmail.com)
Anónimo a 8 de Março de 2005 às 23:18

Sobre Mim...
Outras Eternidades