Eternamente Menina

Fevereiro 16 2005

 

 

Meu Deus perdoa-me por não ter lágrimas para chorar pela perda da tua serva Lúcia, falecida aos 97 anos.
Mas… tantas lágrimas já derramei nestes últimos doze meses...
Confesso-te: não sei ser hipócrita! Por isso te digo, aqui e agora, que estou zangada contigo!
– Porquê? - perguntar-me-ás...
– Como podes ter esquecido? Não ouves os lamentos? Não sentes as dores?
– Como podes ter esquecido as crianças que tanto dizias amar, mortas na Palestina, em Israel, em África, na Ásia... e, em tantos outros sítios... onde o seu sangue, escorre ainda pelas pedras frias dos caminhos?
– Como podes ter esquecido as mães da Etiópia, da Irlanda do Norte, do Afeganistão, do Iraque, de Timor... de todo aquele mundo que numa guerra impiedosa, mata, viola, estropia inocentes, sem dó nem piedade?
– Onde estavas tu quando o mar... esse Tsunami gigantesco, varreu dezenas de quilómetros, levando na sua frente milhares de pessoas e todos os seus haveres?
- Onde estavas tu, quando dezenas de crianças em todo o mundo sofreram e morreram de doenças incuráveis e ninguém lhes pôde valer?
– Onde estás tu, quando os velhos morrem abandonados nas ruas, ao frio gélido da noite?
É verdade! Já não tenho lágrimas para chorar, quando vejo tantos horrores acontecerem no Mundo...tanto massacre, tanta dor... e tu não estás lá!
Perdoa-me, meu Deus, eu não perdi a Fé...só que não tenho mais lágrimas para chorar.
Como posso ser hipócrita e lamentar uma vida, que morreu em Paz, no aconchego de um lar, protegida por Ti... quando tantas outras morrem doentes e desamparadas?
A história da Igreja está cheia de fatalismos, de dores, de perseguições... de miséria e dor... e quem chora, por esses pobres cristãos?
Não te falo de mim... nem dos meus... não tenho esse direito, quando vejo que maiores dores existem no Universo...

É por eles que eu choro... Perdoa-me...se estou zangada contigo...

publicado por Menina Marota às 01:02

Revejo-me em cada palavra aqui deixada.
Parabens pela mensagem e pelo blog.al-gharbia
(http://algarbia.blogs.sapo.pt/)
(mailto:al-garbia@sapo.pt)
Anónimo a 20 de Fevereiro de 2005 às 16:18

Eterna menina, concordo em absoluto com o Espectro, o Daniel e mais um ou outro post aí pelo meio e gostei imenso de te ler e a todos eles. Não querendo alongar-me no pano para mangas ou repetir o que já foi dito por quem citei, digo apenas que são os egos, as mentes e os corações que choram a morte de alguém (estou a falar da irmã Lúcia), pois a igreja ou aqueles que seguem a sua fé não deveriam estar felizes pela sua ascensão? Mas estou só a divagar... ;) bjs doces neste teu momento e votos de um fim de semana sereno, luminoso... e de boas escolhas! :DSofia
(http://blog.sofiamorgado.net)
(mailto:sofia@universodeluz.net)
Anónimo a 20 de Fevereiro de 2005 às 09:36

resolvi dar uma espreitadela gostei do nome do blog, e resolvi dar a minha opinião: ao fim de alguns anos a questionar-me porque é que Deus não consegue salvar-nos a todos, cheguei a conclusão que talvez ele não possa estar em todo lado,talvez ele seja tão humano como nós, e não posso ajudar todos, como os medicos... é a minha opinião, talvez eu assim perdoe Deus, porque eu fui ensinada a ama-lo, e não consigo ficar zangada com quem amo. sonia
</a>
(mailto:sunyaacab@sapo.pt)
Anónimo a 19 de Fevereiro de 2005 às 21:41

Estou totalmente de acordo contigo. Num mundo de injustiças , como chorar por alguém que foi um privilegiado?Ana
(http://www.encostadomar.blogspot.com)
(mailto:aa.lisboa@clix.pt)
Anónimo a 19 de Fevereiro de 2005 às 11:59

O que aqui disseste não é nada de novo para mim. Não é nada em que eu não pense todos os dias. Não é nada que eu não assista na TV todos os dias. Por estas e muitas mais razões (racionais), não tenho Fé, não acredito em Deus! Tenho motivos de sobra! Não porque estou mal na vida e sinto-me "zangado", mas sim por uma questão de lógica!
Bonito Post! ;)Hugo Sa
(http://poker-alho.blogspot.com)
(mailto:words_vs_pain@hotmail.com)
Anónimo a 18 de Fevereiro de 2005 às 01:30

Deus é padrasto !
http://portugalsa.blogs.sapo.ptportugal sa
</a>
(mailto:portugal_sa@sapo.pt)
Anónimo a 17 de Fevereiro de 2005 às 22:40

"C" o teu texto é extraordinário e identifico-me com ele.O que eu tenho perdido em não te visitar mais vezes, mas sei que compreendes.Peter
(http://conversasdexaxa3.blogs.sapo.pt)
(mailto:bric_a_brac@sapo.pt)
Anónimo a 17 de Fevereiro de 2005 às 22:00

Li, concordo e aplaudo.
Muito bem dito.
Parabéns pelo blog e continua a aparecer no meu, se quiseres claro :)

BjufasJmn
(http://estranhavida.blogspot.com)
(mailto:EstranhaVida@hotmail.com)
Anónimo a 17 de Fevereiro de 2005 às 17:47

Se as pessoas não morressem, haveria excesso populacional :P
Mas tens toda a razao. Muito sofrimento por aí há, para se chorar por uma pessoa que morreu de alguma forma mais pacifcamente do que tantos outros por ai espalhados:
Um beijinhoVab
(http://ummorcegolibertino.blogspot.com)
(mailto:detinhuh@hotmail.com)
Anónimo a 17 de Fevereiro de 2005 às 16:55

Venho para agradecer e retribuir a tua visita e encontro este fantástico post. Não posso estar mais de acordo contigo. Parabéns. Um beijo.ognid
(http://catedral.weblog.com.pt)
(mailto:ognid@sapo.pt)
Anónimo a 17 de Fevereiro de 2005 às 02:11

Sobre Mim...
Outras Eternidades