Eternamente Menina

Janeiro 31 2005

[Charles C. Ebbets]

 

 

 

Esta é a Cidade, e é bela.
Pela ocular da janela
foco o sémen da rua.
Um formigueiro se agita,
se esgueira, freme, crepita,
ziguezagueia e flutua.

Freme como a sede bebe
numa avidez de garganta,
como um cavalo se espanta
ou como um ventre concebe.

Treme e freme, freme e treme,
friorento voo de libélula
sobre o charco imundo e estreme.
Barco de incógnito leme
cada homem, cada célula.
É como um tecido orgânico
que não seca nem coagula,
que a si mesmo se estimula
e vai, num medido pânico.

Aperfeiçoo a focagem.
Olho imagem por imagem
numa comoção crescente.
Enchem-se-me os olhos de água.
Tanto sonho! Tanta mágoa!
Tanta coisa! Tanta gente!
São automóveis, lambretas,
motos, vespas, bicicletas,
carros, carrinhos, carretas,
e gente, sempre mais gente,
gente, gente, gente, gente,
num tumulto permanente
que não cansa nem descança,
um rio que no mar se lança
em caudalosa corrente.

Tanto sonho! Tanta esperança!
Tanta mágoa! Tanta gente!

 

(António Gedeão)

publicado por Menina Marota às 15:56

DivaseContrabaixos: Que surpresa agradável eu tive agora ao entrar no teu Blog! Sabes,até me senti corar! Porque além de marota, sou tímida! E ver ali um comentário meu a um texto teu, ali... logo à frente! Bem... é qualquer coisa!!! Um beijo grande e um :-))) maior...menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:menina_marota@sapo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 11:12

Esperança!tiago
(http://tiagop.blogspot.com)
(mailto:lacobus1@netcabo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 11:03

Bom dia a todos. Um abraço e um :-))) a quem me comentou, mas a falta de tempo, e o facto de o Sapo, por vezes não me deixar fazer tudo o que quero, porque está sempre a bloquear, leva-me a aproveitar o tempo todo. Por isso, vou responder só à Titas. Já fui ao blog do Soul, deixar lá a minha mensagem de solidariedade, bem como deixei uma mensagem de desagrado no blog do plagiador. Eu já senti na pele, o que é fazerem-nos isso. Em tempos, senti um certo orgulho, porque pensei, se me estão a "roubar" os textos é porque são bons. Mas depois, quando um poema muito particular meu, dedicado a uma pessoa, foi plagiado, senti o sangue ferver! Auelas eram as minhas palavras, o meu sentimento, a minha dor! Como era possível, alguém roubar-me assim descaradamente os meus sentimentos? O resto já deves saber, já o referi no blog do Soul. A resposta? Bloquearam-me a entrada e qualquer mensagem que eu deixasse, era imediatamente retirada. Acabei por desistir. As acções ficam para quem as pratica. E acabei por retirar de alguns sítios, que não conhecia bem, textos e poemas meus. Noutros, lá ficam. Para memória futura. Um abraço a todos que me lerem e em especial a ti, Titas e ao Soul. :-)))menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:menina_marota@sapo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 10:31

o teu link aparece de forma errada, marota. Reclama para o blogger.

mas o que me trouxe aqui hoje:
Tenho pensado muito nos bons escritores e poetas que encontramos neste nosso cantinho.
É que, para mim, plágio era sinónimo de roubo, desonestidade. Aprendi com a Fata Morgana, há alguns meses, e agora com um jovem poeta, que plágio é também e sobretudo sinónimo de perda, de dor.
Vai lá dar o teu apoio.
Um beijo da
titas

titas
(http://titas.weblogger.terra.com.br/)
(mailto:teresa@netcabo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 05:28

Fantastico este post e a foto. Gostei muito. Beijinho**lina
(http://acordomar.blogs.sapo.pt)
(mailto:linahopes@msn.com)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 01:25

é assim a cidade...com momentos bons e maus...pessoas boas e más...um ponto de encontro de culturas e ideias...Azorboy
(http://www.livretransito.blogs.sapo.pt)
(mailto:marco_azor@sapo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 01:05

As tuas memórias estão lá expostas mas aconchegadas. Este par improvável de foto/poema ficam muito bem juntos. nas alturas!DivaseContrabaixos
(http://www.DivaseContrabaixos.blogspot.com)
(mailto:DivaseContrabaixos@hotmail.com)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 00:31

So pra deixar aqui a minha marca! Obrigado pela tua visita e pelo teu comentario! brilhante! :Do verdadeiro
(http://naturalmentestupido.blogspot.com)
(mailto:regimartins@yahoo.com.br)
Anónimo a 31 de Janeiro de 2005 às 23:19

Gosto muito de António Gedeão e particularmente deste poema. A foto é linda. Beijinhoslique
(http://mulher50a60.weblog.com.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)
Anónimo a 31 de Janeiro de 2005 às 22:10

Agradeço a visita à Klepsidra. Se o seu nick foi Lilith isso não abona nada a seu favor ;) Menina marota é bem melhor. Gostei do poema do Gedeão, que já conheço da frente para trás e de trás para a frente, e da fabulosa foto.
augustoM
(http://klepsidra.blogspot.com)
(mailto:dias_augml@sapo.pt)
Anónimo a 31 de Janeiro de 2005 às 21:52

Sobre Mim...
Outras Eternidades