Eternamente Menina

Janeiro 21 2005

 

 Pierre-Auguste Renoir

 

Sinto a água morna escorrer-me no corpo. Fecho os olhos, encosto as palmas das mãos, à parede molhada e estico os braços... É uma sensação agradável, sentir a água escorrer pelos cabelos, perdendo-se corpo abaixo...

Fecho lentamente a torneira, enquanto o meu perfil transparece no grande espelho ao fundo da parede. Miro-me de olhos semi-cerrados. O meu corpo brilha, envolto ainda,  em pequenos pontos líquidos. Olho de alto a baixo, o meu corpo nu e molhado. Sorrio. Nem sei porquê. Envolta no toalhão branco, esfrego docemente o leite corporal. Que sensação estranha...Sinto o  meu peito firme, como rocha, num corpo de garota adormecida...Seco rápidamente o meu  cabelo, rebelde nos seus caracóis loiros...

Num ímpeto entro no quarto e procuro na gaveta umas meias de seda pretas. Sinto a maciez da pele,  enquanto procuro, com o olhar, o fato que vou vestir.

Sinto-me como estando em metempsicose. Muito lentamente visto-me , reflectindo a minha imagem no espelho. Numa mágica de mãos, apanho o  cabelo e, prendo-o duma só vez,  tornando a minha nuca mais vísivel...

Sinto-me neste instante, novamente Eu... Mulher inteira, apaixonada, quente, louca por um toque, por uma carícia...

Há quanto tempo, meu Deus, o meu corpo não é tocado...sinto-me tremer de desejo... e nisto, uma voz surpreende-me:

- Então, amor, demoras muito tempo a descer? Que estás a fazer?

Num instante, volto à realidade! Retiro a roupa do corpo, envergo uma saia de bombazine preta, a minha camisola preferida de lã poveira, as botas rasas de camurça e solto num toque o cabelo, que me cai revolto nos ombros...

Olho a imagem no espelho que me sorri maliciosamente! Retribuo o sorriso! Voltei a ser o outro Eu... Uma mulher sem corpo, sem desejos, sem carícias... mas com uma missão por cumprir.

Desço lentamente, ao encontro da voz que me chama... sorrio com um carinho muito especial para os olhos que indagam a minha demora...

- Já estou aqui. Vês? Não demorei nada... foi um banho rápido!

publicado por Menina Marota às 23:18

perfeitofairy_morgaine
(http://www.ogritodosilencio.weblog.com.pt)
(mailto:fairy_morgaine@netcabo.pt)
Anónimo a 26 de Janeiro de 2005 às 21:41

Obrigado pela visita.
Voltarei...Não vou por aí!
(http://naovouporai.blogs.sapo.pt/)
(mailto:esque@i.me)
Anónimo a 23 de Janeiro de 2005 às 17:04

Momentos de intimidade, de desejos que se soltam.. Cumplicidades tão nossas.. Depois, depois há o acordar para a vida lá fora, para as vozes que nos chamam, e que nos fazem voltar a "adormecer" esses sentires.. Belissimo texto!
Beijos, continuação de um dia feliz!Maria Branco
(http://cumplicidadespartilhadas.weblog.com.pt)
(mailto:branco_maria@hotmail.com)
Anónimo a 23 de Janeiro de 2005 às 14:25

Não são só os espelhos que nos mostram o outro lado... vê no meu blog (dia 23) :)alma ébria
(http://almaebria.blogs.sapo.pt)
(mailto:almaebria@sapo.pt)
Anónimo a 23 de Janeiro de 2005 às 11:18

Gostei muito deste texto - como de tudo o que aqui tenho lido, aliás. Fascinam-me os encontros e desencontros dos nossos "eus" paralelos, quer aconteçam entre si quer com outras pessoas, próximas ou distantes. :)
Vou linkar-te - se mo permitires.
Beijinhos e um bom Domingo.FataMorgana
(http://fatamorgana.romanesca.com/blogger.html)
(mailto:backinavalon@yahoo.com)
Anónimo a 23 de Janeiro de 2005 às 04:14

Gostei do banho....pedevento
(http://pedevento.blogs.sapo.pt)
(mailto:mardapalha@sapo.pt)
Anónimo a 22 de Janeiro de 2005 às 21:59

Gostei!Um gostar simples e belo!Um gostar como as tuas palavras!

http://inpakto.blogspot.com (http://inpakto.blogspot.com)pedro
(http://inpakto.blogspot.com)
(mailto:pedro_palma@iol.pt)
Anónimo a 22 de Janeiro de 2005 às 21:57

Venho retribuir a visita e dizer-te que gostei imenso do teu blog. beijokas e um optimo fim de semana:)Charlotte
(http://jardimdinverno.blogs.sapo.pt)
(mailto:charlotte_s@sapo.pt)
Anónimo a 22 de Janeiro de 2005 às 20:29

Olá Menina. Hoje vinha só cumprimentar-te, depois de teres visitado o meu blog. Agora vou ficar aqui pelo teu. Obrigado
Imaginário
(http://clepsidras.blogspot.com)
(mailto:clepsidras2@hotmail.com)
Anónimo a 22 de Janeiro de 2005 às 18:33

Vês nesse espelho sorrisos por decifrar / Uma imagem de amor e sedução / Um jogo de fantasia ainda por jogar / Ao mesmo tempo enigma e solução

Um beijoFrog
(http://outravoz.blogspot.com)
(mailto:al.santos@netcabo.pt)
Anónimo a 22 de Janeiro de 2005 às 17:22

Sobre Mim...
Outras Eternidades