Eternamente Menina

Janeiro 09 2005

[?intura de Henri Matisse]

 

 

No velho parque deserto e gelado
Duas formas passaram há bocado.

Com os olhos mortos e os lábios moles,
Mal se ouvem, a custo, as suas vozes.

No velho parque deserto e gelado
Dois espectros evocaram o passado.

-Recordas-te do nosso êxtase antigo?
-Por que razão acha que ainda consigo?

-Bate, ao ouvires meu nome, o coração?
Vês ainda a minha alma em sonhos? -Não

-Ah! bons tempos de prazer indizível
Unindo as nossas bocas! -É possível.

-Como era azul, o céu, e grande a esperança!
-Mas é pró negro céu que hoje se lança.

Lá caminhavam plas aveias loucas
E só a noite ouviu as suas bocas.

 

 [Paul Verlaine,  "Festas Galantes -  Poemas Saturnianos e Outros", Assírio & Alvim]

 

publicado por Menina Marota às 17:14

Sobre Mim...
Outras Eternidades