Eternamente Menina

Janeiro 08 2005

nevoeiro.GIF

 

No silêncio da tarde alguém cantou
um início de balada,
uma canção de amor.

 

Ao longe o sol dentro do mar tombou
e a tarde avermelhada
era um jardim em flor.

 

Voz clara a cantar eterno canto.
Era tão triste e doce
que eu a escutar parei.

 

Caía do luar um claro encanto
enquanto aquela voz distante
cantava o seu amor perdido.

 

E eu parti a chorar, caminho adiante,
por ter compreendido que esse canto
o tinha ouvido de um coração

que amava ternamente.

 

  As cores do amor… podem ser tão suaves...

publicado por Menina Marota às 23:46

Gosto de ler todos os comentários de uma só vez e depois respondo...Mas tenho olhos, que vêm as palavras... Leo? De Leão, signo? ou o rei da selva? Abraço, quem quer que sejas...:-)))menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_marota@sapo.pt)
Anónimo a 9 de Janeiro de 2005 às 11:51

E eu eternamente menina acreditei. Choro por dentro, choro sim,não tenho raiva de ti, tenho é ódio de mimLeo
</a>
(mailto:Lmundomelhor@sapo.pt)
Anónimo a 9 de Janeiro de 2005 às 01:35

Sobre Mim...
Outras Eternidades