Eternamente Menina

Dezembro 29 2004

sono.GIF

 

É noite... nada vibra...nada fala...
Tudo mergulha num sonho vago e mudo
e a solidão desprende-se de tudo
qual bálsamo subtil que a noite exala.

Silêncio...estou sózinha...eu me desnudo
manifestando a dor, sem disfarçá-la.
E por adormecê-la e suavizá-la,
a noite envolve a terra, qual veludo.

Eu não quero quebrar esta magia.
Silêncio...a noite morre...é quase dia.
E eu não sei quem sou, nem onde vou.

Nada murmura...nada...tudo dorme.
A noite é para mim deserto enorme,
aonde meu destino me atirou.

 

(Memórias Minhas 14/5/2003 )

publicado por Menina Marota às 18:37

Obrigada pela visita e pelo comentário, Sete-Luas e, pelas tuas palavras. Que tenhas umas boas entradas para 2005 e que ele te seja muito FELIZ. Beijo para ti, também.menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:menina_marota@sapo.pt)
Anónimo a 31 de Dezembro de 2004 às 18:21

Geralmente, só comento o que gosto. As restantes vezes, não comento porque não sei o que escrever de tanto que me tocou/perturbou o texto.
Geralmente, só comento escrito originais, como estes teus. As restantes vezes, até gosto de originais, mas acho-os tão pessoais que faltam-me sempre palavras para provar que me emocionaram.
Gostei muito deste como dos outros também.
Beijo*Sete-Luas
</a>
(mailto:sete-luas@zmail.pt)
Anónimo a 30 de Dezembro de 2004 às 20:26

Sobre Mim...
Outras Eternidades