Eternamente Menina

Dezembro 29 2004

agua-18.gif 

O Sol acordou brilhando no horizonte. Bateu nos vidros e qual invasor sem intenções, invade-me o aposento com os seus leves fios clareando o negro da escuridão. Os seus reflexos são intensos, dando uma cor difusa que se reflecte nas paredes.

Penso em ti, amiga. E penso na falta que me fazem as tuas palavras serenas, doces, que muitas vezes me soltaram lágrimas silenciosas. Nelas, esquecia-me de mim, absorvendo a tua dor e esquecendo alguma minha.

O vento atrai tempestades, esse vento da noite, que derruba estrelas, vento que gela por vezes o meu corpo, vento de ira, vento que transforma um pequeno grão de areia, em pedra dura... vento que sempre volta, para lembrar a saudade e avivar a dor...vento que enlouquece a tempestade que se adivinha, nas ondas gigantescas deste mar que é a Vida.

O dia surgiu e tornou o silêncio negro da noite mais claro. O silêncio está sempre presente, ele envolve-nos com a sua melodia, mas é preciso saber escutá-la, tal como os nosso olhos descobrem o arco-íris...

O princípio e o fim do arco-íris é a brisa quente que me devolve a saudade de te "ouvir" aqui... numa canção doce e suave...

Onde quer que estejas,recebe o meu sorriso e o meu abraço
 
publicado por Menina Marota às 03:19

Mesmo, sem comentários.
Tem uma maneira de escrever que toca mesmo.
Parabens. mafalda
</a>
(mailto:mafalda_253@hotmail.com)
Anónimo a 15 de Janeiro de 2006 às 16:33

Olá Mar revolto. Esse teu cheiro a maresia, inunda-me. Adoro o mar. A primeira coisa que faço, quando abro a janela, é olhá-lo lá ao longe. Sinto-lhe o cheiro, vejo as suas cores...
Agradeço a tua visita. Volta sempre. Um beijo para ti também. menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_Marota@sapo.pt)
Anónimo a 30 de Dezembro de 2004 às 12:03

Que te dizer depois do que li e que me turvou a vista?
Deixo-te um beijo ternoMar Revolto
(http://aromasdomar.blogspot.com)
(mailto:o_sextosentido@hotmail.com)
Anónimo a 30 de Dezembro de 2004 às 04:34

Na tempestade ou na bonança a amizade está lá. Um abraço para ti inconfidente...Menina_Marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_Marota@sapo.pt)
Anónimo a 29 de Dezembro de 2004 às 14:29

A Amizade verdadeira, não tem credo, nem fronteiras. Obrigada pelas tuas palavras, Jorge Silva. Curioso o teu site...Um abraço e feliz ano de 2005 menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_Marota@sapo.pt)
Anónimo a 29 de Dezembro de 2004 às 14:26

A vida por vezes torna-se numa grande tempestade.....espero que essa tua amiga recupere a "bonanza"Beijocasinconfidente
</a>
(mailto:inconfidencias@sapo.pt)
Anónimo a 29 de Dezembro de 2004 às 10:29

Grande amizade..amigas do coração!!!Desejo-vos um BOM ANO NOVO 2005!!bjsjorge silva
(http://www.mundo.iol.pt/jogodual/desporto)
(mailto:jorgesilva_tkd@netvisao.pt)
Anónimo a 29 de Dezembro de 2004 às 03:35

Sobre Mim...
Outras Eternidades