Eternamente Menina

Dezembro 24 2004

acordei com vontade de fazer amor.
Não comeces a divagar já... não, não é aquela vontade louca de sexo, de fazer amor desenfreado, de ir à lua e voltar...
Não...
É sentir o carinho da tua mão percorrendo o meu cabelo, a maciez dos teus lábios, carinhosamente na minha pele. O teu cheiro a inflamar o meu sentir.
Olhar os teus olhos, percorrer-me neles, perder-me no teu amor.
Hoje acordei com vontade de um afago, de sentir a tua pele de encontro à minha...
Olhei em meu redor...a cama vazia, fria...imaginei-me envolta naqueles lençóis, cabelos espalhados no teu regaço, cobrindo o teu corpo de beijos...
Os ecos de um poema ocorrem à minha mente...

"Tenho fases, como a lua,
Fases de andar escondida
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser sua,
Tenho outras de ser sozinha

Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu... "

Esta diversidade de pensamento que tão bem nos disse Cecília Meireles na sua "Lua Adversa"... ecoa em mim...

Tive-te no pensamento e ... esta vontade louca de me dar, de sentir o teu carinho, fome de te ter... de te possuir.
Hoje acordei com vontade de fazer amor.

Mas não passou de vontade...a minha vontade.

 

(24.08.2003)

 

 

publicado por Menina Marota às 01:25

Olá Sete_luas. Não consigo descobrir o teu blog. Será que dá para o colocar aqui? Beijomenina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_Marota@sapo.pt)
Anónimo a 30 de Dezembro de 2004 às 12:53

Menina...lindo!BjLena
</a>
(mailto:pkena@iol.pt)
Anónimo a 27 de Dezembro de 2004 às 09:14

eheheh... o passado também nos alimenta...e torna-nos fortes... beijoMenina_Marota
(http:///)
(mailto:menina_marota@sapo.pt)
Anónimo a 25 de Dezembro de 2004 às 09:48

Até eu, minha querida, acordei com vontade de fazer amor..
Muito, muito terno este texto. Levou-me a viajar num tempo recente onde senti de perto tudo isso, toda essa vontade de fazer amor.. (já tenho saudades, mas nunca devemos ter saudades do passado pois não?!)
Beijo*Sete-Luas
</a>
(mailto:sete-luas@mymailpt.com)
Anónimo a 24 de Dezembro de 2004 às 13:44

Sobre Mim...
Outras Eternidades