Eternamente Menina

Agosto 03 2011

 
Pintura de Steve Hanks


Existem raízes no tempo das memórias,
mãos de ternura que meu olhar alcançou
nas fragas dos dias de mar serpenteado,

entre a branca espuma de um beijo
que uma gaivota levou.

O limite do sonho que se solta
no amanhecer do céu azul,
ombreia a tela da vida.

 

Pétala a pétala,

borboletas em flores na paisagem saltitam,
percorrendo
na perenidade dos dias quentes,
o pólen dos girassóis,
semente em meus dedos,
eternizando, uma a uma,
a carícia dos teus lábios
que em meu corpo perdura.

Existem raízes no tempo das memórias
em espelhos de linguagem
- olhares, silêncio, ternura - 
que sobrevivem no aroma dos dias.

publicado por Menina Marota às 16:20
Tags:

Sobre Mim...
Outras Eternidades