Eternamente Menina

Setembro 11 2011

de que servem
as palavras
se não abrirem janelas
por onde o sol nos acorde
para um novo amanhecer

de que servem
as palavras
se não rasgarem caminhos
por onde avancemos juntos
na coragem de viver

de que servem
as palavras
se apenas se limitarem
a um pretexto vazio
para nada mais fazer

de que nos serve
estar vivo
se nos deixarmos morrer

 

 

Poema de Vieira da Silva*

 

*Poeta e Cantor de Intervenção Vieira da Silva partilha as suas palavras no Blogue Palavras com Sentido

 

(desligar a música de fundo do Blogue para ouvir o vídeo, p,f)

publicado por Menina Marota às 12:02
Tags:

Sobre Mim...
Outras Eternidades