Eternamente Menina

Fevereiro 27 2006

 Stefan Hadzi Nikolov

Stefan Hadzi Nikolov

 

  É possível falar sem um nó na garganta. 

É possível amar sem que venham proibir.
É possível correr sem que seja a fugir.
Se tens vontade de cantar não tenhas medo: canta.
É possível andar sem olhar para o chão.
É possível viver sem que seja de rastos.
Os teus olhos nasceram para olhar os astros.
Se te apetece dizer não, grita comigo: não!
É possível viver de outro modo.
É possível transformar em arma a tua mão.
É possível viver o amor. É possível o pão.
É possível viver de pé.
Não te deixes murchar. Não deixes que te domem.
É possível viver sem fingir que se vive.
É possível ser homem.
É possível ser livre, livre, livre.

(Manuel Alegre in Letra para um Hino)

publicado por Menina Marota às 13:18

A única coisa que espero, é que estejas satisfeita com as novas alterações do Eternamente Menina... Não quis alterar significativamente o seu aspecto inicial para não lhe retirar a chancela de marca! Agora está rápido, sem erros e de fácil acesso, só espero que não faças demasiadas burrices, para ele poder voltar a ter vida própria!

Beijos
Friedrich
(http://ababushka.blogs.sapo.pt)
(mailto:ababushka@gmail.com)
Anónimo a 2 de Abril de 2006 às 20:22

a admiração consiste em apreciar as belas poesias..eu venho a esse espaço pq admiro e gosto da sua escrita...eu que agradeço a sua visita e tenho muita honra em colocar uma poesia sua lá...minhas desculpas novamente e meu carinho...bom fim de semana tbe...Dani Kaya
(http://www.kayaebecky.zip.net)
(mailto:danielaul@uol.com.br)
Anónimo a 31 de Março de 2006 às 13:46

eu realmente não lembrava que vc era a autora, desculpe, devidamente dado os créditos, e obrigado por lembrar...abraçoDani Kaya
(http://www.kayaebecky.zip.net)
(mailto:danielaul@uol.com.br)
Anónimo a 31 de Março de 2006 às 13:34

Eu penso: como seria/
se, de repente, algum dia,/
sem que a gente esperasse,/
num lugarzinho qualquer/
você esbarrasse em mim,/
ou eu em ti, talvez sim,/
e sem rodeios, se achasse,/
como homem e mulher?/
Será que eu saberia.../
falar? Você falaria?/
Tão forte seria o momento!/
E enquanto não chega este dia/
não canso de passar o tempo/
pensando como seria.../Renato
(http://não sei)
(mailto:soudepaz@gmail.com.br)
Anónimo a 30 de Março de 2006 às 02:08

Tinha saudades tuas, sim...mas por culpa minha que andei "por aí" à deriva em mim!!!!

Vai um beijito?
***BShell
blueshell
(http://blueshell.blogspot.com)
(mailto:semti@mail.pt)
Anónimo a 27 de Março de 2006 às 12:20

...É possível a Primavera, é possível o Amor (em todas as suas vertentes).
Por isso é possível ver-te de novo e ficar feliz pelo teu regresso!

Beijos Amiga
Maria MamedeMaria Mamede
(http://xangrilah.blogspot.com)
(mailto:dosanjos@oniduo.pt)
Anónimo a 22 de Março de 2006 às 07:36

:)
BonitoO Turista
(http://turistar.blogspot.com/)
(mailto:oturista@aeiou.pt)
Anónimo a 14 de Março de 2006 às 21:43

Que bom que voltast. notou-se a tua ausencia em todo este tempo...espero que continues por cá...Cosmic Men
(http://cosmicmen.blogspot.com)
(mailto:cosmic_men@sapo.pt)
Anónimo a 13 de Março de 2006 às 09:44

Ah POETA!

É possivel acreditar!

Lindo!

Beijos,
Malae***************Malae
(http://ilhalorosae.blogs.sapo.pt/)
(mailto:catiandrea@hotmail.com)
Anónimo a 9 de Março de 2006 às 23:53

É Sempre possível falarBulbucus
(http://manjedoura.blogs.sapo.pt)
(mailto:bul@bul.bul)
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2006 às 23:21

Sobre Mim...
Outras Eternidades