Eternamente Menina

Maio 27 2013
 
 


Desenho-me
rosto rubro do sentir,
átomo da existência,
mar aberto
de ondas calmas,
meu encantamento.

Desenho-me
na foz do entendimento,

algas marinhas
entre corais e
pedras brancas
submersas de espuma,
meu pensamento.

Desenho-me
na brisa do poente.



 
publicado por Menina Marota às 21:17

Sobre Mim...
Outras Eternidades