Eternamente Menina

Junho 21 2013


Os sons de alma que chegam até mim, vindos de ti.
A palavra saudade que escreves. A ternura que manifestas.  
O meu medo. O teu arrojo.  
Há esperança para nós? – Queres saber, insistentemente.
Não te minto.
Nos acordes da guitarra que tocas e, me mandas em arco-íris, cantas na tua voz doce a canção do bandido que não és.
E perguntas-me:  
"Diz-me: E a ternura? Assusta-te?"
Sorrio-te do lado de cá.  
Mas tu não sabes.  



... também, em homenagem a Sasseti que tão cedo nos deixou. ♥

(desligar a música de fundo, p.f. para ouvir o vídeo)

 

publicado por Menina Marota às 22:44

Um must esta página que gosto de visitar pela qualidade da escrita e pela musica que oferece e ouço calmamente em meu escritorio.
Um beijo respeitoso
Sergio Costa a 2 de Julho de 2013 às 16:14

Sobre Mim...
Outras Eternidades