Eternamente Menina

Janeiro 14 2015

Autor desconhecido

 

 

Como o sonho dum sonho, arde
na mão fechada de Deus o que passou.
É cada vez mais tarde
onde o que eu fui sou.

Que coisa morreu
na minha infância
e está lá a ser eu?
A lâmpada do quarto? A criança?

Em quem tudo isto
a si próprio se sente?
Também aquele que escreve
Já não é o mesmo nem diferente.  

Manuel António Pina
in, “A Lâmpada do Quarto? A Criança?”
a pág.s 12 (Gota de Água - 1981)

 

publicado por Menina Marota às 22:55

Minha querida Amiga,

O Manuel A. Pina, continua entre nós!...

Beijo... e saudades!
AL
A.S. a 19 de Fevereiro de 2015 às 21:14

Sobre Mim...
Outras Eternidades