Eternamente Menina

Janeiro 31 2014

Acordei tarde com o sol entrando no quarto.

O Sting, no terraço,  feliz,  numa dança cabriolante,  tentava apanhar um insecto que se entretinha,  irritante,  a segui-lo. 

Apetece-me o sabor do café e corro para a cozinha. Olho através da janela: ao longe, quatro barcos navegam num manto azul da cor do céu e esperam, provavelmente, a entrada no porto mais próximo.


O sol brilha, alegrando meu dia. 

 

Pintura de Paul Brent

 

 

Sol!

Tu que abres 
as portas da alma
como rio sulcando
as duras rochas da serra
seca os leitos 

de terra encharcados
floresce no corpo gelado 
das gentes sem abrigo 
e acalenta seus dias.

E na terra fermentada
germina raízes de alimento
acalma as bravias ondas do mar
e segura nas finas redes o peixe
que o forno quente irá assar.

publicado por Menina Marota às 22:15

Parabéns pelo blog.
Está muito lindo.
O Sting, os barcos e o sol que nos alegra e aquece
a alma. :)
um bjinho e uma flor
Amita a 4 de Fevereiro de 2014 às 20:56


Minha querida Amiga, é sempre uma alegria saber que "roubas" ao teu tempo tão ocupado um espaço para me leres e acompanhares.
Fico tão feliz e apesar de assiduamente nos falarmos pessoalmente, eu que tenho o vicio da blogosfera, sinto-me priviligiada por aqui te ter.

Um grande abraço e uma beijoca
Menina Marota a 6 de Fevereiro de 2014 às 16:35

Um cachorro feliz esse Sting. 
Gosto de te ler assim neste flash de vida que enternece e nos faz pensar.
Um abração de todos nós a família Salgado


Bjokas
Marius Salgado a 9 de Fevereiro de 2014 às 14:51

Sobre Mim...
Outras Eternidades