Eternamente Menina

Março 13 2005

[Desenho de Akahastu]



  Um poema inacabado
É como um filho por fazer
É como um beijo com sabor a sal
Um poema inacabado
É o caminho por onde vou
É o trilho que eu quero seguir
Um poema inacabado
É aquilo que eu não sou
É o amor que não amei
Um poema inacabado
É o grito que eu calei
As palavras que não falei
Os amores que eu amei
Um poema inacabado
É a diferença inaceitável
É a confusão descontrolada
Um poema inacabado
É a vida que não vivi
Aquilo que não fui
Aquilo no que me transformei
Um poema inacabado
É o meu nome talvez...

 

(Ângela Monforte in Palavras à Solta )

 

publicado por Otília Martel às 22:15

Mas acabarás um dia esse poema!...

Um beijofrog
(http://outravoz.blogspot.com)
(mailto:al.santos@netcabo.pt)
Anónimo a 13 de Março de 2005 às 22:57

O POEMA* E' MARAVILHOSAMENTE "ACABADO"... MAS FICA SEMPRE MAIS POESIA NO *AR*!... E... A IMAGEM E', SIMPLESMENTE, ***ESPECTACULAR***!!!!!!!!

VERIFIQUEI AGORA, que a Minha Gentil AMIGA, ficou muito BEM classificada naquele *Concurso*, no qual fiz "votacao"!!!!_Vi agora la' os resultados!
_Venho, tambe, agradecer as Suas Palavras em meus dois blogues!_GRATA PELA ATENCAO E CARINHO!
_De facto, o sistema de comentarios, tem tambem, andado "doente"!!!!!!
SAUDE, DESEJO EU, PARA SI* E... PARA "ESTE ESPACO"!!!!!!!!!!!!!!!!!
BEIJINHOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
_BOM INICIO DE SEMANA!
Heloisa B.P.
***********************Heloisa B.P.
(http://www.heloisaconversandocomaspalavras.blogspot.com)
(mailto:heloisawithoutpoetry@hotmail.com)
Anónimo a 13 de Março de 2005 às 23:14

Porque é que dá um tranquilo gozo ler este blog?jocapoga
(http://www.tabemexisto.blogspot.com/)
(mailto:jocapoga@gmail.com)
Anónimo a 13 de Março de 2005 às 23:40

Passei aqui, para dar um abraço. Gostei muito do comentário que escreveu no Observador. EliseElise
(http://letterstoelise.blogs.sapo.pt)
(mailto:letterstoelise@sapo.pt)
Anónimo a 13 de Março de 2005 às 23:45

Finalmente deu para comentar. Gostei do que vi e do que li neste teu canto. Voltarei. Obrigado pelas tuas visitas. Beijos.ognid
(http://catedral.weblog.com.pt)
(mailto:ognid@sapo.pt)
Anónimo a 14 de Março de 2005 às 00:50

Oilá! Como está vc? Nossa! como este grande poema conseguiu acabar retratando sobre o inacabado e aquela angústia que sentimos diante de tal situação? Você sabe escolher poemas e imagens como ninguém!O Pensante
(http://opensativo.blogspot.com)
(mailto:lyom@walla.com)
Anónimo a 14 de Março de 2005 às 00:53

n sei q mal tem "um beijo com sabor a sal" :)TCA
(http://riscos.blogs.sapo.pt)
(mailto:alvestc@hotmail.com)
Anónimo a 14 de Março de 2005 às 00:59

um poema inacabado é como a nossa vida...por mais q fazemos...por mais q lutamos....fica a faltar sempre algo.....jinhos e bom inicio de semanaAzorboy
(http://livretransito.blogs.sapo.pt)
(mailto:marco_Azor@sapo.pt)
Anónimo a 14 de Março de 2005 às 01:21

a nossa vida é como um poema inacabado. e o bom é ter esse poema inacabado connosco mostrando-nos que não podemos estar parados e temos que viver mais e mais pois so um dia o poema estará terminado: no dia da nossa morte. entao, temos que ser muito felizes, viver e fazer muitas coisas, amar bastante, apreciar a vida com plenitude... pois estaremos sempre construindo o nosso poema ao londo da nossa vida e quanto mais vivermos mais belo será o nosso poema, mais contará. **isa xana
(http://borboletamuculmana.blogspot.com)
(mailto:marisa_aires@hotmail.com)
Anónimo a 14 de Março de 2005 às 01:49

Todos nós temos Poemas inacabados na nossa Vida. A procura deve ser constante, o Poema será de certo inacabado, mas nós teremos vivido para ele.

Quando quizeres ajuda para colocar algum dos temas da Carmina Burana diz. Terei todo gosto em colaborar.

Beijocas,

Fernando
(http://lusomerlin.blogspot.com)
(mailto:ftcb@netcabo.pt)
Anónimo a 14 de Março de 2005 às 02:56

Sobre Mim...
Outras Eternidades