Eternamente Menina

Março 09 2005

 

[Fotografia de Stefan Hadzi Nikolov]

 

De repente...
foi o espreguiçar
do sol
que me acordou
nas tuas mãos inquietas.
 
Afoguei-me
transgredi
revivi-me
no teu corpo
sepultada de
desejos sonolentos.
 
Fiz do teu suor
o meu sangue.
 
Depois...
quando senti
o bocejar lento
da tua boca na minha carne
fugi
com as mãos crispadas
e os olhos amargurados
pela fria
indiferença
do teu sentir.

 

 

Nesta madrugada parti ao encontro das minhas memórias e, revivi num poema o meu sentir...

(31/5/2003)

publicado por Otília Martel às 03:14

E que poema lindíssimo, menina marota! É tão bom quando se vive tudo isso... Beijo enorme :)Carla
(http://papoilasdoces.blogs.sapo.pt/)
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 06:16

Pois, por vezes as memórias do passado impõem-se... elas também são o "nós"... Mas há que receber o Presente e encará-lo como dádiva que é...
Hoje pareço desvastado, mas não estou.
Billy
(http://poramor.blogs.sapo.pt/)
(mailto:elprincep@hotmail.com)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 10:57

Um poema de memórias em que terminas fugindo. E hoje voltas? Nostalgia? Saudade??? Um bonito poema. BeijócassssssssssssssssPlantacarnivora
(http://Aseivadosolidadgo.blogs.sapo.pt)
(mailto:seivadosolidago@sapo.pt)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 11:14

Bonito poema.. as tuas palavras são sempre doces..fazem me sonhar =) espero que a fuga n dure muito e que qd voltares nos possas oferecer mais um bonito poema =) beijokasMoranguita
(http://www.thepagesinyourdiary.blogs.sapo.pt)
(mailto:ninadalua@sapo.ptw)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 11:21

Por vezes veem-nos certos pensamentos e sentimentos á memória e perdemo-nos em recordaçoes.
Adorei o poema.
Beijos*meialua
(http://fragmentosdalua.blogdrive.com)
(mailto:luamagica@hotmail.com)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 11:28

Olá Marota linda... Cm sp os teus poemas são lindos lindos. Vou voltar daqui a pouco para te roubar um pr meu blog e um selo tb. jinhosprincipereencantado
(http://www.opoemaquemetocou.blogs.sapo.pt)
(mailto:principereencantado@sapo.pt)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 11:48

Gostei muito, aliás como sempre que venho aqui.BjsJoaninha
(http://joaninhavoavoa.blogs.sapo.pt)
(mailto:sonia.joana_78@sapo.pt)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 11:59

Lindíssimo este poema... a transbordar de ternura, como tu!
BeijinhoCris
(http://chatalinda.blogs.sapo.pt/)
(mailto:chatalinda2@hotmail.com)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 12:24

Lindo poema!Primula Bramble
(http://primulabramble.blogspot.com)
(mailto:primulabramble@hotmail.com)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 13:23

Olá, Menina
Gosto de aqui vir para ler os teus poemas, para me darem inspiração quando teclo.
O de hj é lindo e pessoal. Virei tantas vezes quantas possa.
Estás nos meus favoritos.Terapia?
(http://blogdeterapia.blogspot.com/)
(mailto:blogdeterapia@hotmail.com)
Anónimo a 9 de Março de 2005 às 14:24

Sobre Mim...
Outras Eternidades