Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eternamente Menina

Eternamente Menina

31.07.05

Amar é a eterna inocência...


Otília Martel

Jasim Jawahir

 

O meu olhar é nítido como um girassol.
Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando para a direita e para a esquerda,
E de vez em quando olhando para trás...
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
E eu sei dar por isso muito bem...
Sei ter o pasmo essencial
Que tem uma criança se, ao nascer,
Reparasse que nascera deveras...
Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do Mundo...
Creio no mundo como num malmequer,
Porque o vejo. Mas não penso nele
Porque pensar é não compreender...

O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...

Eu não tenho filosofia; tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar...

Amar é a eterna inocência,
E a única inocência não pensar...

Alberto Caeiro, em "O Guardador de Rebanhos", 8-3-1914

 

 

Imagem de Jasim Jawahir

20.07.05

Fraternidade...


Otília Martel



Não é difícil falar de sentimentos, quando eles saem do coração.

E guardarei nele, momentos que não fotografei, mas que ficarão para sempre.

Neste dia do Amigo (obrigada Zé, por me teres dado a dica...) quero deixar uma palavra sobre o jantar do Fraternidade:

Aos meus companheiros de viagem, a Milu, a Amita e o José Gomes quero expressar a minha alegria pelo companheirismo de toda a viagem. A alegria e boa disposição foi contagiante, em todo o percurso de ida e volta.  

Aos companheiros que participaram no jantar, uns que revi, outros que conheci (finalmente!) e, que contribuíram todos juntos, para que a alegria e boa disposição se mantivesse noite fora.

Ao Fernando, o anfitrião atento do Fraternidade, organizador de um convívio que irá perdurar na minha memória.

A alegria e boa disposição imperaram! Estou grata por estes momentos...que fazem com que a Blogosfera, não seja somente um mundo irreal, mas sim um Mundo de absoluta Fraternidade, onde nos revemos em cada olhar, em cada sorriso, em cada gargalhada. Os nomes aqui não interessam. Recordo cada um de vós, com todo o carinho do meu coração, e digo-vos simplesmente:

 

Obrigada