Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eternamente Menina

Eternamente Menina

22.07.14

Janela


Otília Martel

 

Edward Hopper
Edward Hopper

 

Abro todas as janelas para que a brisa se aproxime.  

É madrugada e o cheiro da maresia é tão intenso 

que as ondas parecem quebrar-se contra a casa. 

Sinto a aragem do sul com sua lâmina de sal a roçar-me a cara.  

E daqui, desta janela, começo a amar o assombro 

dos náufragos atraídos pelo chamamento dos búzios 

e pelo alvoroço das aves em redor dos barcos.

 

Graça Pires

in, Caderno de Significados a págs 17, 2013