Eternamente Menina

Fevereiro 16 2005

Irmalucia

 

Meu Deus perdoa-me por não ter lágrimas para chorar pela perda da tua serva Lúcia falecida aos 97 anos.
Mas… tantas lágrimas já derramei nestes últimos doze meses...

Confesso-te: não sei ser hipócrita!

Por isso te digo, aqui e agora, que estou zangada contigo!

– Porquê? - perguntar-me-ás...

– Como podes ter esquecido? Não ouves os lamentos? Não sentes as dores?

– Como podes ter esquecido as crianças que tanto dizias amar, mortas na Palestina, em Israel, em África, na Ásia... e, em tantos outros sítios... onde o seu sangue, escorre ainda pelas pedras frias dos caminhos?

– Como podes ter esquecido as mães da Etiópia, da Irlanda do Norte, do Afeganistão, do Iraque, de Timor... de todo aquele mundo que numa guerra impiedosa, mata, viola, estropia inocentes, sem dó nem piedade?

– Onde estavas tu quando o mar... esse Tsunami gigantesco, varreu dezenas de quilómetros, levando na sua frente milhares de pessoas e todos os seus haveres?

- Onde estavas tu, quando dezenas de crianças em todo o mundo sofreram e morreram de doenças incuráveis e ninguém lhes pôde valer?

– Onde estás tu, quando os velhos morrem abandonados nas ruas ao frio gélido da noite?

É verdade!

Já não tenho lágrimas para chorar, quando vejo tantos horrores acontecerem no Mundo...tanto massacre, tanta dor... e tu não estás lá!

Perdoa-me, meu Deus, eu não perdi a Fé...só que não tenho mais lágrimas para chorar.

Como posso ser hipócrita e lamentar uma vida, que morreu em Paz, no aconchego de um lar, protegida por Ti... quando tantas outras morrem doentes e desamparadas?

A história da Igreja está cheia de fatalismos, de dores, de perseguições... de miséria e dor... e quem chora, por esses pobres cristãos?

Não te falo de mim... nem dos meus... não tenho esse direito, quando vejo que maiores dores existem no Universo!

É por eles que eu choro...

Perdoa-me...se estou zangada contigo...

publicado por Otília Martel às 01:02

Chorei com este teu Post...
Mas n~~ao te preocupes...chorar faz-me bem - preciso chorar senão enlouqueço! Jinho, BShellblueshell
(http://blueshell.blogspot.com)
(mailto:sengelo@mail.pt)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 01:17

Que Deus te ouça e que a mim me deixe aplaudir-te de pé por este texto!
Um beijo do tamanho do mundoMar Revolto
(http://aromasdomar.blogspot.com)
(mailto:o_sextosentido@hotmail.com)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 02:09

Há tantas coisas incompreensíveis!... Será que Deus te ouve? Será que que continuaremos à mercê de pretensos deuses menores que continuam a querer dominar o mundo?

Um beijoFrog
(http://outravoz.blogspot.com)
(mailto:al.santos@netcabo.pt)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 08:35

Patilho contigo este texto, do principio ao fim. Também eu estou zangada com Deus... Por vezes também eu duvido que nos ouça e não compreendo, tal como tu, tantas desgraças. Onde estará Deus? Bjs. Florflor
(http://petalas.blogs.sapo.pt)
(mailto:fmdp@sapo.pt)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 10:08

tudo o que dizes é tao verdade.
subscrevo tudo.
maldita miséria, desgraça, morte e guerra no mundo... onde está Deus quando é realmente preciso?
**isa xana
(http://borboletamuculmana.blogspot.com)
(mailto:marisa_aires@hotmail.com)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 10:18

Por essas e por outras é que eu já não acredito no gajo, apenas no sorriso das crianças. Xicoração.carlos
(http://carlosrlopes.blogs.sapo.pt)
(mailto:carlosrlopes@sapo.pt)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 10:25

De facto, todos estes acontecimentos nos levam a duvidar da própria fé. Mas o que mais me revolta é que só nos lembramos de Deus nestas ocasiões! Quando tudo corre bem da nossa vida... deixamo-lo para um plano inferior se é que não o esquecemos por completo!Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 11:08

Permita-me que assine por baixo todas as palavras deste texto! O nosso mundo anda mesmo virado do avesso. Parabéns por este teu cantinho! Gostei muito. Voltarei mais vezes. Beijinhos grandes. MalaeMalae
(http://ilhalorosae.blogs.sapo.pt/)
(mailto:catiandrea@hotmail.com)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 11:28

Subscrevo etas tuas palavras. Se as transformares em manifesto também eu assino...Luís
(http://rotacaodostempos.blogs.sapo.pt)
(mailto:0164378702@netcabo.pt)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 11:54

1 noivo que no seu casamento não tivesse pago impostos sobre o enxoval da noiva nos últimos 3 anos FUGIU AO FISCO segundo o dr Francisco Louçã no debate da RTP1.
Foi o que aconteceu entre 3 bancos que decidiram trabalhar juntos a partir de determinada data.
Pior é que o eng. josé Socrates , sem saber ao menos do que o seu parceiro reivindicava apresentou total solidariedade com a ideia.
Francisco Louçã acredita que o facto de o noivo receber o enxoval já feito é lucro(maisvalia) e como tal sujeito a impostos.
A ideia é tao descabida de sentido que nenhum jornalista presente foi capaz de decifrar o erro.
O dr Santana Lopes ficou estupefacto de como é possível alguem não ter percebido este lapso e num ar de diplomacia pediu ao dr Louçã o despacho do processo para ver ate onde o coitado estendia a sua estúpidez.
atento
</a>
(mailto:amadoran@clix.pt)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 12:12

Sobre Mim...
Outras Eternidades