Eternamente Menina

Fevereiro 01 2005

Girls Picking Flowers in a Meadow, by Pierre Auguste Renoir

 

 
Olha que me queimas...tira isso daí...(refilo com voz zangada.)

A minha amiga teimava em colocar o ferro de engomar fora do descanso da tábua, enquanto eu costurava a bainha do vestido da boneca que se tinha rasgado, na confusão da brincadeira.

- Se me queimas, dou-te uma surra - enfrento-a sem medo da altura dela (já naqueles tempos era pequenita..eheh)

- Não te preocupes, se te queimar é como se me queimasse a mim, não somos amigas?- olhei para os seus olhos escuros e risonhos.

- Não brinques! Isso deve doer!
E continuava às voltas com o tecido, enquanto ela passava o resto da vestimenta que queriamos vestir à matrona
 
- Já está... vês como sei fazer uma bainha?

Inchada de orgulho, exibia o vestido qual troféu...

- Ahah... tudo torto, ora deixa cá ver!

E num rompante atira com o velho ferro de engomar (que naquele tempo não existiam a vapor e levezinhos), para me tirar o vestido das mãos...

- Ai ai, que me queimaste, sua estúpida - grito violentamente enquanto o ferro cai no meu braço, tragicamente!
 
As lágrimas rompem pela minha cara e eu solto o vestido que cai no chão desamparado.

A confusão que se gera...o raspanete que ouvimos imediatamente sobre não brincarmos com coisas de adultos (já tinhamos sido avisadas umas cem vezes), querendo que me tirem a dor que dilacerava a minha pele...

- Que fizeste tu agora? Então queimaste-te de propósito? Ora esta, onde já se viu isto?
 
Olhei com os olhos ainda em lágrimas para a minha companheira de brincadeira.
O braço estendido... os olhos rasos de lágrimas, os lábios apertados para não gritar.
Corri para ela.

- Que fizeste tu, tonta? - e abraçava-a chorando ainda mais...
- Dói-te muito?
- Dói-me tanto como te dói a ti... eu disse se te doesse me iria doer também... não somos amigas?

Ainda hoje no meu pulso direito está a marca do quente do ferro.

Ainda hoje no meu coração está a marca da prova de uma amizade que eu nunca esqueci.

Tinhamos cinco e seis anos... e esse dia marcou,, para sempre, em mim, o significado da palavra AMIZADE.
 
 
(17.01.2004)
 
 
Girls Picking Flowers in a Meadow
Art print by Pierre Auguste Renoir 
publicado por Otília Martel às 11:01

Obrigada pelo teu comentário :)
Sou como tu, fiel aqueles que me são importantes.

Adorei o teu texto, um bom exemplo de amizade!
Pi a 6 de Setembro de 2011 às 12:00

Exactamente. Grata pela visita e pelo comentário, também.
A Amizade é um sentimento tão importante para mim, que nunca morre!
Bj
Otília Martel a 6 de Setembro de 2011 às 14:40

Que historia linda..que lembrança magnifica..que amizade invejavel..é assim que os amigos devem ser..companheiros nas lagrimas e nos sorrisos, nas alegrias e nas tristezas, é muito bonito viver se uma amizade assim, parabens =)****Moranguita
(http://www.thepagesinyourdiary.blogs.sapo.pt)
(mailto:ninadalua@sapo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 11:46

Wow, tão lindo, fora a dor, é uma bela marca de amizade, não é? :) Uhm, eu n tenho nenhuma, mas ainda parti uns quantos dentes e dedos a amigos meus, de certeza k hoje se lembram desses momentos com saudade (poix poix...) :p Hey obrigado pelo comment no meu blog, so o tinha visto agora ;) bjs!Pedro
(http://antikuma.blogspot.com)
(mailto:pedro.mail@gmail.com)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 11:49

História linda, cheia de encanto...amizade...é amizade e viver e sentir uma amizade assim é algo sublime. Beijinho :)angelis
(http://pedevento2004.blogs.sapo.pt)
(mailto:angelis@sapo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 12:16

A amizade é também uma forma de amar!... Adorei a tua história.

um beijoFrog
(http://outravoz.blogspot.com)
(mailto:al.santos@netcabo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 12:56

Linda hitória, mesmo que seja dolorosa. Memórias que ficam.Angela
(http://www.lightbubbles.blogspot.com)
(mailto:lightbubbles@gmail.com)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 14:03

Linda a história, Menina! São essas amizades da infância que ajudam, também e muito, a forjar os adultos que seremos. um beijinho e um sorrisoMitsou
(http://tijolices.blogspot.com)
(mailto:cindasilva@netcabo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 14:06

A amizade é uma alma com dois corpos, dizia Aristóteles. Eu acho que é verdade.Armando Ésse
(http://grandefabrica.blogspot.com)
(mailto:afabrica@sapo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 14:45

Que delicia. Adorei este conto. Beijinho :)Micas
(http://acoisadamicas@blogspot.com)
(mailto:acoisadamicas@hotmail.com)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 14:53

Linda e bem contada...
Luís
(http://rotacaodostempos.blogs.sapo.pt)
(mailto:0164378702@netcabo.pt)
Anónimo a 1 de Fevereiro de 2005 às 15:14

Sobre Mim...
Outras Eternidades