Eternamente Menina

Janeiro 20 2005

Eugenio de Andrade

 

 

É urgente o amor. 
É urgente um barco no mar. 
É urgente destruir certas palavras, 
ódio, solidão e crueldade, 
alguns lamentos, 
muitas espadas. 

É urgente inventar alegria, 
multiplicar os beijos, as searas, 
é urgente descobrir rosas e rios 
e manhãs claras. 

Cai o silêncio nos ombros e a luz 
impura, até doer. 
É urgente o amor, é urgente 
permanecer. 

 

Eugénio de Andrade

in, Urgentemente

 

Gostaria de ter postado ontem, dia do seu aniversário, mas não consegui.

Mas fica o meu Abraço de parabéns e que recupere a saúde depressa, para nos continuar a enriquecer com a sua poesia.

publicado por Otília Martel às 11:28

:)É mesmo urgente:) Cada vez que oiço essa palavra... pergunto-me correr para que!? ;) No entanto entendo a urgencia em inventar un novo vocabulo e sentido para essa urgencia que realmente urge:)

beijo
JoãoJoão
(http://bamos.blogs.sapo.pt/)
(mailto:alvesalves69@hotmail.com)
Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 11:40

Uai... ontem também foi meu aniversário (19/01)
Eu gosto muito de Eugênio de Andrade, aliás vocês português são fera com as palavras.
Muito obrigada pelos comentários, tenha em mim uma amiga pro que der e vier. Conte comigo. bjosJúlia
(http://almatriste.blogs.sapo.pt)
(mailto:jummf@hotmail.com)
Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 11:51

Olá Menina_Marota
Gostei do teu blog e gosto deste poema.
Que o Poeta recupere, porque de poesia anda este mundo a precisar.
Angela
(http://www.lightbubbles.blogspot.com)
(mailto:lightbubbles@gmail.com)
Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 12:14

Um dos muitos poemas maravilhosos de Eugénio de Andrade. Concordo com as urgencias que ele inumera no poema, é realmente MUITO URGENTE! bjsDocerebelde
(http://docerebelde.blogs.sapo.pt)
(mailto:DoceRebelde@hotmail.pt)
Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 12:30

Acompanho-te nesta singela homenagem ao Mago da Poesia! O meu aplauso!

Um beijoFrog
(http://outravoz.blogspot.com)
(mailto:al.santos@netcabo.pt)
Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 21:16

Há urgências necessárias, João. Existe tanta falta de amor, de compreensão, de solidariedade. Corremos por vezes desnecessariamente, e não olhamos para as pequenas coisas da vida e para as coisas que são realmente essenciais. è preciso saber fazer a distinção e dar prioridade àquelas que podem realmente ter valor. Bj :-)))menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_marota@sapo.pt)
Anónimo a 21 de Janeiro de 2005 às 07:59

Júlia, os meus PARABÉNS, mesmo que fora de horas. Beijo grande :-)))menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_marota@sapo.pt)
Anónimo a 21 de Janeiro de 2005 às 08:00

Um beijo grande Angela... Logo vou ao teu blog, já recebi a encomenda... :-)))menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_marota@sapo.pt)
Anónimo a 21 de Janeiro de 2005 às 08:02

Um beijo para ti, DoceRebelde. :-)))menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_marota@sapo.pt)
Anónimo a 21 de Janeiro de 2005 às 08:03

Retribuo, Frog. abraço :-)))menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_marota@sapo.pt)
Anónimo a 21 de Janeiro de 2005 às 08:04

Sobre Mim...
Outras Eternidades