Eternamente Menina

Janeiro 02 2005

passeiodos sonhos

 

Passear por aqui
rua deserta,
sempre aberta, à emoção,
ao sentimento,
à solidão de se ter
o que se não tem.

Lua adversa,
sempre presente
na minha mente.
Meu porto de abrigo,
mar revolto,
calma aparente
de uma presença
símbolo de solidão.

Eis-me aqui passeando,
sonhando,
relembrando
dias que
não voltarão.

 

Singela
minha mão na tua
não mais se tocarão.

O sonho
El Dourado
da minha mente,
vagueia ao som da música que,

de repente,
muito lentamente,
ecoa no meu pensamento.

 

Saudades
do que já vivi
de quem já amei
de quem já beijei.

 

Neste Passeio de Sonhos
sonhar é tão fácil
e sempre eterno,
tal como o amor

Imagem: Egidio Antonaccio - Garden Walk

publicado por Otília Martel às 00:24

Passear é tão bom, quando se sente o amor junto a nós... e é igualmente bom, mesmo na sua ausência, porque ele está no nosso coração.Andy
(http://okulto.blogdrive.com)
(mailto:andymore@arquinorna.zzn.com)
Anónimo a 2 de Janeiro de 2005 às 03:33

Sobre Mim...
Outras Eternidades