Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eternamente Menina

Eternamente Menina

17.06.20

FONTE - Herberto Helder


Otília Martel

Rui Aleixo

 

Fonte

No sorriso louco das mães batem as leves
gotas de chuva.
E bate-lhes nas caras, o amor leve.
O amor feroz.
E as mães são cada vez mais belas.
Pensam os filhos que elas levitam.
Flores violentas batem nas suas pálpebras.
Elas respiram ao alto e em baixo. São
silenciosas.
As mães são as mais altas coisas
que os filhos criam, porque se colocam
na combustão dos filhos,

Sentam-se, e estão ali num silêncio demorado e apressado
vendo tudo...

(excerto do poema)
Herberto Helder, in "A Colher na Boca", 1961)

 

Imagem de Rui Aleixo

4 comentários

Comentar post