Eternamente Menina

Setembro 02 2014

["That's Life" by Jean Flournoy]

 

Gosto do fresco do Outono nestas manhãs de Primavera.

Sinto o vento bater-me no rosto e, como uma carícia, o Sol pousa em mim.

Sinto a tua presença a meu lado. Vem. Dá-me um momento de ti.

O vento revolta o meu cabelo. Ou serão as tuas mãos?

Sinto o teu cheiro dilatar-me os poros e deixo-me cair nos meus sentimentos.

A tua boca aproxima-se da minha… já ávida da tua.

Colo-me ao teu corpo desejando que este momento não pare.

Um frémito percorre-me e, pouco a pouco, todas as sensações explodem em mil ritmos e estou ali a desejar que me possuas, que desfaças em mim todas as ondas do teu querer.

Sinto os teus lábios percorrerem o meu corpo e, impulsivamente, volto-te deixando que a minha língua tome conta de ti.

Sacio a minha fome do teu sabor, do teu corpo, explodindo num frenesim que te faz sorrir.

- És uma selvagem, leoa!

Mergulho a cabeça no teu colo espalhando o meu cabelo que acaricia todo o teu corpo.

Sinto as tuas mãos agarrarem-me fortemente a cabeça, pressionando para que fique.

Sacias-te nos meus lábios, enquanto a minha mão percorre os cantos mais íntimos do teu corpo, fazendo-te gemer de prazer.

E, cada vez mais louco, aproximas-te de mim, possuindo-me como se eu fosse a tua própria carne.

As nossas almas fundem-se num grito de êxtase que nada pode deter.

O desejo intenso em nós não se sacia de uma só vez e retomamos a viagem até à exaustão do nosso querer.

Abro os olhos e sorrio, mergulhando em ti o meu olhar.

Tu és o meu oceano, a minha fonte jorrante.

Na possibilidade dos impossíveis,  como é bom sentirmos o nosso corpo vibrar.

publicado por Otília Martel às 21:47

Minha querida Amiga,
Ler-te é sempre um doce fascinio!...

Beijos,
AL
A.S. a 10 de Novembro de 2014 às 15:33

Cara Menina, vim aqui parar por acaso e ainda bem!!! Pois deleitei-me com com belos textos! Referindo-me a este último, é um hino ao amor carnal na sua mais bela expressão! Sinceramente gostei, e espero vir mais vezes "beber" das suas inebriantes palavras!...Se me permite a liberdade...um beijo...Carlos.Carlos Afonso
(http://carlosacafonso.blogs.sapo.pt)
(mailto:carlosacafonso@hotmail.com)
Anónimo a 4 de Maio de 2005 às 02:16

Depois de ler um texto destes... Que poderei eu acrescentar, muito pouco ou quase nada mesmo, porque está tudo aqui dito! Os desejos transformam-se em palavras, e as palavras diluem-se em desejos por se concretizar na pele de quem se ama.

Gostei muito.............................................................................................
Beijos húmidos Friedrich
(http://babushka.blogs.sapo.pt/)
(mailto:babushka@arquinorna.zzn.com)
Anónimo a 4 de Maio de 2005 às 03:50

Intenso e mt sensual. Gostei imenso. Vir aqui ler-te é sempre um prazer. Beijinhomicas
(http://acoisadamicas@blogspot.com)
(mailto:acoisadamicas@hotmail.com)
Anónimo a 4 de Maio de 2005 às 07:51

Olá menina, o que mais posso dizer depois do que escreveste? Nada.... O texto é lindo e cheio de conteúdo, o amor é de verdade o oceano que nos invade o corpo e a alma.. Um beijão desta tua conterraneamaresia
</a>
(mailto:quina777@netcabo.pt)
Anónimo a 4 de Maio de 2005 às 08:55

Querida Menina
Que bem sabe libertar assim esses humores sensuais, que não são de todo impossíveis, pois não?
Um beijo
DanielDaniel Aladiah
(http://www.aladiah.blogspot.com)
(mailto:aladiah2005@hotmail.com)
Anónimo a 4 de Maio de 2005 às 10:13

Paixão, desejo, sensualidade... um texto que não deixa ninguém indiferente!... Cada palavra é uma carícia...

Um beijofrog
(http://outravoz.blogspot.com)
(mailto:al.santos@netcabo.pt)
Anónimo a 4 de Maio de 2005 às 13:35

Não há impossíveis, basta tornar os sonhos realidades com persistência, amor, vontade e força. Não desista nunca, dos seus sonhos...esses lindos, apaixonados e sensuais. Continuação de boa semaninha e 1 beijinhoViceversa1000
(http://Diario365.blogs.sapo.pt)
(mailto:Viceversa1000@sapo.pt)
Anónimo a 4 de Maio de 2005 às 13:58

Onde estão os "impossíveis"? :-)Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)
Anónimo a 4 de Maio de 2005 às 14:30

Do impossível ao sonhado/ do sonhado ao feito/ do feito ao efeito/ Parabéns e beijinhosManuel
</a>
(mailto:jope103@yahoo.com)
Anónimo a 4 de Maio de 2005 às 14:55

Sobre Mim...
Outras Eternidades